O software de código aberto precisa de você

Você gosta de software de código aberto? Gosta quando encontra um programa bem feito, que atende a sua necessidade, sem custo, é atualizado, os desenvolvedores colocam novos recursos, você pode até opinar, sugerir mudanças e várias são aceitas? Saiba que por trás destes milhares de programas livres há um mundo de pessoas que dedicam seu tempo (muitas vezes seu tempo livre) para entregar software de qualidade pra você sem nem te conhecer. Isso é muito louvável. Agora mesmo estou usando o WordPress para escrever este artigo, um software de código aberto. Não paguei nada por ele e ainda modifico da maneira que eu quiser, respeitando sua licença. Não é fantástico isso? Para este artigo motivei-me dos vários programas de código aberto que já vi nascerem e morrerem por falta de apoio, então resolvi escrever um manual de como ajudar a manter os programas que você gosta no ar. Preparado?

O primeiro passo é entender o que é de código aberto (ou open source). Eu poderia tentar explicar com minhas palavras, mas há um vídeo que literalmente desenhou e explicou com LEGO. Incrível, não? E com legendas em Português do Brasil. Por favor assista, mesmo que você pense que já saiba o que é:

Se você usa algum software de código aberto (e eu tenho certeza que sim), você pode ajudar com:

  1. Tradução
    • Nem todo mundo fala inglês no mundo. É importante que um software socialmente viável seja acessível e você pode contribuir com isso ajudando a traduzir as novas versões para sua língua nativa.
  2. Divulgação
    • Publicar no seu site, seu Twitter, Facebook ou qualquer outra rede social sobre sua experiência com o software, estimulando outras pessoas a o utilizarem.
  3. Reconhecimento
    • Enviar um e-mail de agradecimento aos desenvolvedores.
    • Publicar na sua rede social, ou na dos desenvolvedores (se houver) um depoimento sobre sua experiência com o software.
    • Se o software está no Github e você tem uma conta de usuário lá, é só ir na página dele e começar a segui-lo (follow) e dar uma estrelinha (star) também.
    • Se o software está no SourceForge você pode dar uma estrelinha (star), avaliar o software (rating) e também dar seu comentário (user reviews).
  4. Preferência
    • Mesmo que haja um software proprietário equivalente, estimular o uso de software de código aberto é muito importante. Ele é socialmente mais justo e depois de ver o vídeo do item 1 você já deve saber o motivo.
  5. Documentação
    • Se você já domina algum recurso do software, é legal escrever algo no seu blog ou gravar um vídeo no YouTube ensinando outras pessoas a fazê-lo. Isso faz com que mais e mais usuários sejam beneficiados e aumenta as chances de adesão do software em questão.
    • Ajudar a escrever a documentação oficial do software, coisa que te faz aprender muito e toma muito tempo dos desenvolvedores. Tempo este que eles poderiam dedicar a corrigir problemas e adicionar novos recursos. Só depende de você.
  6. Suporte
    • Se cadastrar nos fórums e listas de discussão sobre o software para ajudar outros usuários te faz estudar muito, ajudar muito e contribuir muito com o ecossistema que mantém o software vivo!
  7. Código
    • Claro que se você conhecer a linguagem de programação utilizada no software você pode – e deve – contribuir via código. Só tome cuidado com o egocentrismo aqui. Não é porque você fez um patch que ele tem que ser aceito. O software de código aberto é democrático e não serve pra você tentar provar pra ninguém que é bom. Basta querer ajudar e atender ao pedido de todos, não do seu ego.
    • Se você é programador e costuma desenvolver software freeware por exemplo, considera transformar em código aberto. Ele vai crescer muito mais e ter muito mais adeptos. Você pode se espantar com o tamanho que o projeto pode assumir quando se tem a colaboração da comunidade open source.
  8. Reportar problemas
    • Se você acreditar que encontrou um problema no software (bug), avise aos desenvolvedores. Normalmente isso é feito por um sistema de bug tracking ou issue tracking. Com certeza no site do desenvolvedor você terá mais informações sobre como fazê-lo. Pode ser que te peçam logs e outras informações para que eles possam reproduzir o erro e corrigir, mas vale a pena continuar e ir até o fim. Você vai ajudar muita gente no final.
  9. Doações
    • Muitas equipes que desenvolvem software de código aberto precisam de dinheiro para comprarem hardware, aluguel de  infraestrutura ou mesmo para promoverem eventos entre os desenvolvedores para alinharem o futuro do software. Doando você pode ajudar nisso. Se você tiver condições, apoie. 🙂
  10. Se informar
    • Empresas como Microsoft, Apple, Red Hat, dentre outras são grandes contribuidoras com projetos de código aberto, inclusive com o Linux.
    • Software livre e software de código aberto são diferentes. O primeiro movimento é criado pelo Richard Stallman, que explica as diferenças aqui.

Essa lista não é definitiva e naturalmente deve haver várias outras formas de ajudar, mas escolhi escrever sobre as mais simples, que estão somente há alguns cliques de distância de você.

Nos anos que venho dedicando a apoiar os projetos de código aberto, inclusive criando alguns, fiquei muito surpreso com as colaborações que meus projetos receberam e também tive a oportunidade de contribuir com muitos outros. Isso significa ajuda efetiva para pessoas e projetos. De verdade. As empresas também gostam disso (afinal são pessoas que trabalham nelas né!?) e várias propostas de emprego já surgiram através do Github. Não fica de fora dessa. O mundo open source precisa de você. E as pessoas também. 😉



Comments are Closed