Ir para conteúdo
  • Cadastre-se
  • A importância dos frameworks para segurança da informação

       (0 análises)

    sfigueiredoit

    Ataques cibernéticos estão cada vez mais presentes no nosso dia-a-dia, sendo assim, as empresas devem fortalecer seus mecanismos de defesa e capacitar seus usuários para que informação privilegiada não caia nas mãos erradas.

    Depois do acesso remoto aberto para a internet, justificar o orçamento para diretoria é o problema mais comum de 9 a cada 10 profissionais da área de segurança. Essa dificuldade muitas vezes está relacionada à falta de um planejamento ou estratégia que justifique o projeto, a diretoria precisa enxergar retorno ou resultado palpável que aquela despesa vai trazer.

    Ai você se pergunta: Como eu vou construir defesas, se não tenho orçamento?

    O primeiro passo é entender que nem todo mecanismo de defesa consiste na aquisição de uma ferramenta ou despesa financeira. Uma mudança de processo e otimização no uso de recursos que já estão implementados, na maioria das vezes, trás um retorno bem legal.

    Para te ajudar nessa jornada, alguns frameworks foram desenvolvidos com estratégias para que você, como profissional de segurança da informação, possa elaborar um plano bem definido e endereçar de forma estruturada as demandas de sua companhia. Neste artigo, vou te apresentar três frameworks  que são amplamente utilizados pelo mercado e ao final compartilho minha experiência sobre a adoção destes modelos.

    • Familia de normas ISO 27000

    As normas da família ISO/IEC 27000, podendo citar como as mais conhecidas as ISO 27001 e ISO 27002, estão diretamente relacionadas à segurança de dados digitais e sistemas de armazenamento eletrônico.

    Como destaque, posso indicar a ISO/IEC 27032 que literalmente oferece um guia de como estruturar sua operação em quesitos como segurança da informação e segurança de redes.

    Nesta norma, você também encontra uma literatura bacana sobre o relacionamento da área de segurança com o restante dos setores da companhia e te apresenta dicas bacanas de como trazer a nossa matéria para realidade do restante da galera.

    Conteúdo complementar: http://abntcatalogo.com.br/norma.aspx?ID=91527

    • NIST Cybersecurity Framework

    Este framework é bastante reconhecido nos Estados Unidos pela sua presença em empresas públicas e privadas. Para equipes pequenas, pode ser complicado implementar seus controles devido à complexidade considerada no momento de sua concepção.

    O core deste framework é organizados em etapas, executadas de forma sequencial para estabelecer um ciclo de vida para as operações relacionadas a segurança. As etapas são: Identificar, Proteger, Detectar, Responder e Recuperar.

    Conteúdo complementar:  https://nvlpubs.nist.gov/nistpubs/CSWP/NIST.CSWP.04162018.pdf

    • COBIT

    A Associação de Auditoria e Controle de Segurança da Informação (ISACA), produziu uma estrutura de controles para a tecnologia da Informação, o COBIT. Em sua revisão mais recente ele evoluiu para abordar as melhores práticas buscando alinhar funções, processos e tecnologia à estratégia de negócios.

    Apesar deste framework não ser diretamente ligado a segurança da informação, perceba o link entre o problema exposto na introdução deste artigo e o objetivo final do COBIT. Os investimentos de segurança só fazem sentido se minimizam riscos de negócio, independentemente se estão atrelados à correção de uma vulnerabilidade técnica ou conscientização de usuários. Estabelecer estes links é fundamental.

    Conteúdo complementar: http://www.isaca.org/COBIT/Pages/default.aspx

    Conclusão

    Logo de cara, depois de pesquisar um pouco melhor, você vai pensar.. Putz! É coisa para caramba.

    Quando estamos aprendendo assuntos de viés mais técnico, é um grande erro tentar atacar todos as materáis ou tecnologias de uma só vez, com gestão não é diferente.  

    No inicio é importante elaborar um plano de estudo e aos poucos entender qual é a função de cada um destes frameworks na estratégia de segurança.

    Não encare a documentação como uma receita de bolo, mas sim como um mapa que vai te ensinar percorrer o caminho de pedras.

    Ter um norte a seguir, facilita a caminhada.

    Grande abraço e até o próximo artigo!

    • Curtir 4


    Feedback do Usuário

    Crie uma conta ou faça o login para deixar um comentário

    Você precisa ser membro para fazer uma análise

    Criar uma conta

    Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

    Crie uma nova conta

    Entrar

    Já tem uma conta? Faça o login.

    Entrar Agora

    Não há análises para mostrar


×