Ir para conteúdo
  • Cadastre-se

Todas Atividades

Atualizada automaticamente     

  1. Hoje
  2. yuri

    Jogo em C - migração

    Muito obrigado pelas dicas Frederico! Vou procurar me informar sobre essas bibliotecas. Como eu disse, fiz isso faz um tempo, em outra máquina e o código fonte que compilei novamente apresentou comportamento bem diferente do que eu já tinha compilado anteriormente, por isso abri esse tópico para orientações a respeito de migração. Vou continuar meus testes para tentar uma portabilidade maior!! Sei que posso ser um "estranho" mas coloquei o exe simplesmente pq é o que está rodando bem e seria uma chance para quem quisesse ver o funcionamento. Mais uma vez muito obrigado pelas orientações e surgindo dúvida posto aqui para os "experts". Abraços.
  3. Ontem
  4. fredericopissarra

    Jogo em C - migração

    Modo gráfico, 2D, recomendo o uso de libSDL ( https://libsdl.org/ ). Para ficar ainda mais imples, libSDL 1.2 ao invés do 2.0. A libSDL é muito usada em aplicações 2D (usada pelo QEMU, por exemplo) e é portável. É possível usar libSDL juntamente com OpenGL, se desejar 3D (mas recomendo o GLFW 3 [ https://www.glfw.org/ ] se esse for o caso). PS: Não acho interessante ficar anexando arquivos executáveis nas mensagens. Sabe-se lá que eles fazem o que realmente diz que fazem! Seria melhor disponibilizar o código fonte...
  5. Aof

    Vacina: Vírus atalho

    Ok @Fernando Mercês Obrigado pelo feedback @diego.rax muito boas essas dicas. link: JS.Bondat.rar pass: infected
  6. Última semana
  7. NathanUchoa

    AnalyseMe - Nível 01

    Boa tarde, Lá vai minha primeira análise, Estou aberto a todo tipo de crítica. Um abraço a todos.
  8. rcimatti

    AnalyseMe - Nível 02

    Boa tarde Leandro, Abaixo minha análise desse sample. Valeu e abs! Rafael
  9. rcimatti

    AnalyseMe - Nível 01

    Boa tarde Leandro, Sei que já está resolvido mas segue minha análise abaixo: Valeu pelo sample! Abs, Rafael
  10. cpuodzius, agora entendi a complexidade... vou dar uma lida no artigo indicado. Agradeço pelo retorno.
  11. NathanUchoa

    AnalyseMe - Nível 00

    Curtindo demais os desafios, obrigado!
  12. yuri

    Jogo da Forca ROOTS em C

    Aê "galerinha do bem" :)) Segue como inspiração, um jogo da forca em C para jogar contra alguém com contra o computador mesmo. Foi meu primeiro jogo logo que aprendi char e string.... depois veio a dificuldade em desenhar as coisas... tentei ir montando uma pessoa para ser enforcada a cada erro e deu no que deu!!! Essa é a tela inicial do jogo. Vc pode escolher 1 e jogar contra alguém ou escolher 2+<n> pra jogar contra o computador em alguma categoria. Por exemplo 21, irá jogar na categoria "frutinha" kkkkkk Depois que não tinha mais o que fazer suei fazendo a opção 22 (esportes).... vixeeeeee.. acho que foram os primórdios dos primórdios das gifs animadas!!!!! Comentários e sugestões sempre bem vindas!!! Sei que tem uns bugs...but....... c'est la vie........ uma hora arrumo!! e que sirva de motivação!! :)) Ai conforme vai errando tentei desenhar uma pessoa aparecendo na forca!!!! Abraços e bom divertimento...jogo bom pra criancinha.. kkkkkkkkkk só não deixem elas verem o desenho quando mórre!!!! Yuri_Forca.exe
  13. Olá "galerinha do bem".....fiz um programinha em C que pode ajudar quem tiver que resolver Sistemas Lineares quadrados (número de variáveis = número de equações) com n=10. O programa faz uma análise no final e mostra os resultados caso o sistema seja possível e determinado. Ao final tb diz se é impossível ou possível e indeterminado. Deve ter uns bugs...tipo preciso arrumar as casas decimais, pq muitas vezes o número é muito pequeno e ele mostra -0.000000, e as vezes é 2 e ele mostra 2.0000001, mas tá valendo... esse programa não servirá pra lançamento de nenhum foguete ou construção de viaduto em São Paulo!! kkkkkk Tela de início Exemplo de um sistema linear com 3 incógnitas e 3 equações Preenchimento dos índices e valor da primeira equação. E os resultados das variáveis caso encontre. Ah...... O programa mostra todo o passo-a-passo (trabalho sujo) até chegar ao final. Espero que seja útil pra alguma coisa ou até mesmo pra motivar a fazer um melhor que esse!! :)))) Yuri_Sist_Linear.exe
  14. DoctorBrown

    Boletins semanais

    Eu leio todos os boletins e acabo não acessando todos os links pro falta de tempo mesmo. Como sugestão de melhoria, acho que o boletim poderia incluir alguma sugestão (no máximo uma por semana) de algum texto mais longo, discutindo temas mais abrangentes como carreira e afins.
  15. gnoo

    Boletins semanais

    Os boletins que recebes no teu email com o qual fizeste a inscrição neste forum (mente binária), recebes um email todas as segundas feiras, se não estou em erro .
  16. trevizan

    Boletins semanais

    Fiquei perdido, quais boletins?
  17. Ivory

    Boletins semanais

    Leio todos :)
  18. cpuodzius

    Uso de Container (Docker) para análise de malware

    Se o host for dedicado a analise de malware, não vejo a utilização de dockers como uma má ideia. Além disso, essa não é a única maneira de utilizar docker durante sua análise.. você pode montar uma infra (e.g. servidor DNS, proxy, etc) que podem registrar coisas para você durante sua análise. Ou então, algo bem legal seria encapsular sua sandbox dentro de um container (e.g. docker-cuckoo, mas não testei esse projeto ainda 😞). Uma aparente limitação, que talvez alguém possa me esclarecer, é se é possível usar Docker no Windows para rodar um ambiente de usuário (i.e. Windows 7/8/10 e não um Windows Server da vida) que poderia ser acessado via RDP, por exemplo, para fazer análise. Imagine uma imagem docker dessa com FlareVM que mão na roda não seria...
  19. cpuodzius

    Como encontrar a função main?

    Legal o post e a discussão, well done! Só uma dúvida de carater preciosista, @Felipe.Silva. Se bem entendi, quando você diz "endereço raw", você está se referindo ao RVA (relative virtual address), seria isso? Aproveitando a deixa: @gzn, não vejo o porquê de linkar estaticamente e sem símbolos faria diferença na hora de achar a função main. Qual seria o impacto disso? Além disso, quando inclui a condição de ser modificado por um "protetor de mercado", você está interessado de achar a main do binário resultante ou do binário "original"? []s!
  20. Talvez disassemblers modernos consigam ligar com casos simples como esse (honestamente, não tentei verificar), mas o que está por trás desse exemplo é algo mais um pouco mais intrincado se resolver de maneira genérica. Trata-se do que é conhecido como predicado opaco. Predicados opacos são condições, nesse caso (2 != 3) que sempre levarão ao mesmo resultado. Se pensarmos, ao invés desse caso, por que não calcularmos x² + 2xy + y² = (x + y)²? Ou algo ainda menos evidente... fato é que predicados opacos são cada vez usados e um assunto "quente" para se pesquisar (ou pelo menos é a impressão que derivo do microcosmo que frequento, em que há pessoas que se dedicam exclusivamente a tentar resolver esse problema). Fiz uma leitura diagonal bem ligeira desse artigo e me parece ao menos descrever bem o problema. Prometo tentar lê-lo com mais calma quando tiver mais tempo e voltar para comentar. ✌️
  21. cpuodzius

    Comparando executáveis

    Classy! 😉 Para não dizer que não falei das flores, desenvolvendo um pouco o raciocínio por trás da questão 1 (i.e. comparar os bytes em hex), essa não me parece ser uma má ideia inicial (pelo menos a principio não vejo por que). A partir do endereço onde o hex difere, poderia-se procurar mais informações a respeito deste endereço (seção, etc.. como feito no artigo). Certamente é um caminho um pouco mais longo, mas não vem ao caso. Estou escrevendo tudo isso apenas para dizer que alguns visualizadores de hex, como o HxD, possuem uma função para isso. ✌️
  22. yuri

    Jogo em C - migração

    Poxa Fernando, eu que que agradeço. Fiz o CERO e depois fiz o seu treinamento de C moderna para relembrar umas coisas. Parabéns pela iniciativa. Foi relembrar C que me fez ter vontade de atualizar e migrar esse jogo que fiz faz um tempo. Vamos ver se dá certo.... qq coisa vejo pra fazer em ambiente gráfico tb.. é que curti fazer meio retrô... (por falta de conhecimento msm!!) kkkk
  23. Fernando Mercês

    Jogo em C - migração

    Cara, que coisa legal! Sempre quis fazer um jogo, mas é um sonho não realizado. 😁 Sobre a conio2.h, se quiser portar, recomendo a ncurses. Seu jogo vai inclusive rodar no Unix, Linux, BSD's, etc. No Windows também, via Cygwin. Mas, você vai alterar o código todo. rs Mas se quiser fazer gráfico mesmo, talvez o @augustomoreira, que falou sobre desenvolvimento de jogos neste tópico, possa ajudar? 🙂 Parabéns! Achei muito maneiro!
  24. Fernando Mercês

    Vacina: Vírus atalho

    @Aof pode compartilhar sim. Só deixar claro que é um vírus e comprimir com a senha "infected" (padrão na indústria). 😉
  25. Leandro Fróes

    Malwares para Linux escondidos em SSH

    A empresa de segurança ESET recentemente publicou uma pesquisa mostrando que mais de 21 famílias de malwares estavam escondidas dentro de ferramentas de SSH (Security Socket Shell) para Linux. Muitas distribuições Linux já vem com ferramentas de SSH por padrão, mas ainda assim há muitas outras versões para download e dentre elas, muitas infectadas. Os malwares possuem funcionalidades que vão desde exfiltração de dados até mecanismos que permitem ao invasor uma maneira furtiva e persistente de se conectar de volta à máquina comprometida (persistência). Um outro detalhe interessante é que alguns malwares checavam se já havia alguma backdoor instalada antes de instalar a sua, através de um script em Perl. É recomendada a leitura de todo o artigo para melhor entendimento não só das ameaças, mas também do motivo de sua criação e sua relação com o SSH.
  26. diego.rax

    Vacina: Vírus atalho

    Não testei direito, mas acredito que a parte da exclusão dos arquivos possa ser feito +- desta forma import subprocess import re malware_ext = ['.js'] malware_ext2 = ['.exe'] paths = ["%appdata%"] for path in paths: for malware in malware_ext: result = subprocess.getoutput('del /s /f /q "{path}"\*{ext}'.format(path=path, ext=malware)) if not "*" in result: malware_paths = list(set(re.findall('(C\:.*\\\)', result))) if malware_paths: for malware_path in malware_paths: for malware2 in malware_ext2: subprocess.getoutput('del /s /f /q "{path}"\*{ext}'.format(path=malware_path, ext=malware2)) else: print("Nenhum arquivo infectado") * A ideia principal é permitir algo mais escalável, pois basta adicionar novas extensões ou paths na lista e o código fará o processo de busca e remoção utilizando os critérios do código original. Entretanto, o processo de remoção parece um tanto quanto perigoso já que exclui arquivos com base somente na extensão, isso em um ambiente real poderia causar problemas... ** Não postei nada sobre a parte do script, mas acredito que possa ser substituída essa parte result = os.system('taskkill /T /F /IM wscript.exe ') ##finaliza o processo e retorna um valor inteiro por esta result = subprocess.getoutput('taskkill /T /F /IM wscript.exe ') ##finaliza o processo e retorna um valor inteiro ou algo parecido na lib subprocess, assim podemos evitar o carregamento de mais um módulo No comando taskskill em si, temos um problema semelhante ao de sair excluindo dados com base na extensão. Neste caso o comando encerra processos que estejam usando o wscript, e isso pode causar danos também em um ambiente real
  1. Mais Resultados
×