Jump to content
  • Cientista alemã está desenvolvendo Internet quântica


    Bruna Chieco

    A física e cientista da computação da Universidade de Tecnologia de Delft, na Holanda, Stephanie Wehner, está construindo, junto a um time, um novo passo para a Internet. Nascida na Alemanha, ela é uma das líderes intelectuais trabalhando para projetar a Internet quântica, uma rede que, em vez de bits clássicos com valores de 0 ou 1, transmitirá bits quânticos, ou qubits, nos quais ambas as possibilidades, 0 e 1, coexistem.

    De acordo com reportagem da Quanta Magazine, esses qubits podem ser feitos de fótons combinados em duas polarizações diferentes. A capacidade de enviar qubits de um lugar para outro através de cabos de fibra óptica revolucionará muitos aspectos da ciência e da cultura, principalmente em termos de segurança da informação.

    Coordenadora da Quantum Internet Alliance, iniciativa da União Europeia para construir uma rede de transmissão de informações quânticas em todo o continente, Stephanie trabalha junto com dois colegas, e eles estabeleceram um plano de seis estágios para a realização da Internet quântica. Cada estágio de desenvolvimento suportará novos algoritmos e aplicativos, e o primeiro já está em andamento com a construção de uma rede quântica de demonstração que conectará quatro cidades na Holanda. 

    Stephanie explica, contudo, que a ideia não é substituir a Internet atual, mas permitir funcionalidades novas e especiais. Ela diz ainda que um dos pilares da Internet quântica é o chamado "entrelaçamento quântico", uma propriedade especial dos qubits. "Eu teria um bit quântico aqui e você teria um bit quântico em Nova York, e usaríamos a Internet quântica para entrelaçar esses dois qubits. E então, se eu fizer uma medição do meu qubit aqui e você fizer a mesma em Nova York, sempre obteremos o mesmo resultado, mesmo que ele não tenha sido determinado com antecedência", explica em entrevista à Quanta Magazine. Esse entrelaçamento dá margem para alta confiabilidade, segurança e privacidade de conexão. "Se meu qubit aqui está entrelaçado com o seu qubit em Nova York, sabemos que nada mais pode ser parte desse entrelaçamento".

    Em entrevista em vídeo concedida à Quanta Magazine, Stephanie conta de maneira rápida e clara o que é a Internet quântica e quais as suas vantagens — entre elas a possibilidade de ter aplicações mais seguras, inclusive na nuvem. Veja a entrevista, em inglês:

     



    User Feedback

    Recommended Comments



    Join the conversation

    You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

    Guest
    Add a comment...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...