Jump to content
  • Sign in to follow this  

    Do Napster ao Spotify: Hacking não é só segurança


    Bruna Chieco

    No dia 1º de junho de 1999 nasceu o Napster, primeira ferramenta criada na Internet para compartilhar arquivos entre milhões de pessoas. Você sabe como começou a história dessa plataforma que revolucionou a indústria da música? O site TorrentFreak contou um pouco sobre como o Napster nasceu no seu aniversário de 20 anos. 🎼

    Um ano antes do Napster introduzido na Internet, um usuário homônimo entrou no canal w00w00 IRC, um chat da rede EFnet que era frequentado por hackers de elite. Esse usuário compartilhou com o grupo sua ideia de criar uma rede de computadores que pudessem compartilhar arquivos entre si, mais especificamente, faixas de música. A ideia, a princípio, pareceu loucura, mas o 'Napster' insistiu no projeto e o compartilhou com outro usuário chamado 'Man0War'. Seus verdadeiros nomes são Shawn Fanning e Sean Parker, respectivamente. Um ano depois, a ideia foi colocada em prática e o Napster foi introduzido em milhões de computadores ao redor do mundo. Em apenas três meses, a plataforma já fornecia acesso a quatro milhões de músicas e, em menos de um ano, 20 milhões de pessoas baixaram o aplicativo, chegando a 26,4 milhões de usuários em fevereiro de 2001. 

    A empresa com sucesso relâmpago encontrou um obstáculo no caminho: a pirataria. Por muito tempo, o Napster ocultou a informação de que as pessoas não poderiam compartilhar suas músicas gratuitamente. Por conta desse pequeno probleminha, a Recording Industry Association of America (RIAA), organização que representa as gravadoras e distribuidoras dos Estados Unidos, processou o Napster, e logo depois, vários artistas moveram ação contra a empresa, incluindo o Metallica e o Dr. Dre.

    O banimento da plataforma começou fortemente nas universidades, que se tornaram ponto de encontro para download de arquivos de música. Em alguns campus, metade da largura de banda foi consumida pelo compartilhamento de MP3. Apesar do crescimento epidêmico e do apoio de investidores, o império do compartilhamento de arquivos não conseguiu superar os desafios legais. O processo movido pela RIAA resultou em uma liminar da Justiça que ordenou o fechamento da rede em julho de 2001, pouco mais de dois anos após o lançamento do Napster. Em setembro do mesmo ano, o caso foi liquidado por milhões de dólares e o Napster foi encerrado. 😩

    Aplicativos com o mesmo propósito surgiram depois disso: Grokster, KaZaa, Morpheus, LimeWire, iMesh, entre outros que não duraram muito tempo. O BitTorrent também apareceu nesse período. Redes como Gnutella também surgiram com o eDonkey, eMule e outros programas. O Napster, porém, deixou um legado importante. Ele mostrou o interesse das pessoas em baixar música e impulsionou o aparecimento das primeiras lojas de download, como o iTunes, pioneiro nesse quesito. Ainda assim, nenhum portal de download alcançou o mesmo sucesso do Napster, já que as pessoas não necessariamente estão interessadas em comprar faixas de música. 

    Isso despertou a atenção de um adolescente sueco chamado Daniel Ek, que foi atrás de alguma solução legal - juridicamente falando - para o compartilhamento de músicas. Aí que surgiu o Spotify, que provocou um boom nas assinaturas de streaming de música, que hoje é umas das fontes de renda mais importantes da indústria musical! 

    A criação do Napster e de outros aplicativos e serviços são resultados daquela inconformidade que move o hacking, aquela vontade de resolver problemas de maneira criativa e revolucionária. Somos muito gratos aos empreendedores de projetos assim e esperamos que esta história sirva de motivação para os hackers daqui. 😉

    Sign in to follow this  


    User Feedback

    Recommended Comments

    There are no comments to display.



    Join the conversation

    You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

    Guest
    Add a comment...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...