Jump to content
  • Como desenvolver uma comunidade de segurança da informação?


    Bruna Chieco
     Share

    Recentemente nós fizemos uma pesquisa com o público do Mente Binária para conhecer melhor a nossa comunidade. Os resultados mostraram que, entre os 529 respondentes, a maioria (49,1%) é profissional da área de segurança da informação, enquanto 32,9% são estudantes e 10,8% são entusiastas e curiosos sobre a área. O público está bem dividido entre iniciante, júnior, pleno e sênior, e esse é um ponto importante para o projeto, já que o nosso objetivo é levar sempre conteúdo aderente ao que a comunidade precisa, em todos os momentos da carreira. "O objetivo da pesquisa foi entender o que o nosso público sente mais falta. A ideia é que os esforços sejam concentrados em projetos que atendam a maior demanda que a gente identificou nos resultados", diz Fernando Mercês, fundador do Mente Binária

    Apesar de 59,4% dos respondentes afirmarem que possuem uma formação em faculdade, grande parte (50,9%) também respondeu ser autodidata. E entre as principais formas de aprendizagem apontadas pelos respondentes da pesquisa estão os cursos e vídeos, preferidos por 85,1% e 83,7%, respectivamente, além de livros (73,9%) e artigos (68,1%). Esse é mais um tópico que demonstra a necessidade de que haja um conteúdo mais específico sobre a área, livremente disponível online para que a comunidade possa sempre se atualizar e se especializar. 

    Tem muita gente que já trabalha com segurança da informação entre os respondentes (31,%), mas também temos uma grande parte do público composta por pessoas que querem começar a atuar na área ou que tem curiosidade/interesse no assunto (25,4%).

    2123022728_CapturadeTela2021-09-29s19_36.04BRT.thumb.png.729d8c8b757075fa6c4c2638b62ecbdd.png

    Entre os temas da área que o nosso público respondeu ter mais interesse está engenharia reversa (65,8%); segurança de redes (64,5%); pentest (64,5%); análise de malware (59,5%); e conhecer técnicas de ataques (51,4%). "Me chamou atenção que existe um interesse muito grande em pentest e na área de segurança ofensiva como um todo, e um interesse mais discreto na área de segurança defensiva. Isso é algo que precisa ser explorado", diz Mercês.

    Ele reitera que é preciso desenvolver o interesse das pessoas pela área de segurança defensiva, estimulando o público através de mais conteúdos sobre técnicas de defesa e a carreira nessa área. "Vemos que tem muitas vagas abertas em segurança defensiva, sendo que a maioria das empresas precisam de profissionais de segurança em todas as áreas de trabalho relacionadas à defesa. A galera que trabalha na área ofensiva é importante, pois ela descobre as vulnerabilidades, mas precisamos de pessoas que possam corrigi-las".

    Mercês destacou também o fato de que 40% das pessoas responderam que possuem interesse em desenvolvimento seguro, o que é um percentual bem alto. "Por isso, vamos desenvolver conteúdo nesse sentido. A parceria com a Conviso é uma iniciativa que visa gerar conteúdo técnico nessa área", explica.

    Comunidades e conhecimentos técnicos – Colaborador do Mente Binária e coordenador da pesquisa, Anchises Moraes pontuou que se sentiu impactado e admirado pela quantidade de comunidades que os respondentes participam. "As respostas mostraram uma quantidade muito grande de comunidades que eu nem sabia que existiam. Isso é muito legal, porque cada comunidade representa um pequeno nicho baseado em uma área de conhecimento. E o fato de haver várias comunidades, mais do que imaginamos, é positivo por mostrar que a galera está interagindo entre si, fazendo networking, o que fortalece os profissionais na carreira e ajuda também na busca por empregos", diz.

    Para Anchises, vale destacar também o nível de inglês apontado pelas pessoas da área, que ainda é intermediário e básico para a maioria dos respondentes da pesquisa (40,9% e 33,1%, respectivamente). "Para quem trabalha em tecnologia, o conhecimento de inglês é fundamental para o dia a dia e a carreira", pontua, reiterando que o conhecimento mais avançado no idioma abre portas para a leitura de material novo, atualizado, e acesso a palestras de alta qualidade. "Não temos, na comunidade de segurança da informação, uma produção em português que se compare com o que é produzido em inglês. Se há uma limitação de linguagem, acaba-se perdendo a oportunidade de aprender, de se educar profissionalmente e tecnicamente", explica Anchises. Para Fernando Mercês, esse é um desafio que a comunidade possui e que o Mente Binária vem buscando endereçar. 

    1820727149_CapturadeTela2021-09-29s19_26.41BRT.thumb.png.d6d09b57fbc370b41dabd3ffec7bccda.png

    Do ponto de vista profissional, muitas empresas exigem um inglês bom, e para chegar em determinadas empresas ou posição, o profissional deve ser fluente no idioma. "A deficiência no inglês pode ser uma barreira profissional em termos de crescimento de carreira, para ter um cargo de liderança, etc. A maioria da população não fala inglês, então não é vexatório, mas do ponto de vista profissional, para tecnologia e segurança, o domínio do idioma é requisito básico, e o diferencial surge quando a pessoa conhece um outro idioma a mais, como o espanhol, por exemplo", reforça Anchises. 

    Ele diz ainda que o principal objetivo da pesquisa foi conhecer o público para entender se o conteúdo oferecido pelo Mente Binária está adequado à expectativa e identificar zonas de melhoria em termos de abordagens. "Queremos entender como o Mente Binária pode adequar o conteúdo para atender às demandas desse público. Por conta dessa deficiência em inglês, por exemplo, se confirmou a necessidade de oferecer alguma atividade relacionada ao uso do idioma", diz.

    A pesquisa também demonstrou uma grande admiração pelo projeto do Mente Binária. No campo aberto para sugestões, praticamente metade dos comentários foram elogios ao projeto, além das diversas sugestões de conteúdo e projetos que recebemos. Isso nos faz ter certeza de que estamos no caminho certo, e alinhados com a nossa comunidade! 💚

    1932386495_CapturadeTela2021-09-29s19_31.02BRT.thumb.png.ed60f01b490b026299b450350b6aa24b.png

     Share


    User Feedback

    Recommended Comments



    Join the conversation

    You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

    Guest
    Add a comment...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...