Jump to content
  • Sign in to follow this  

    Lista reúne provedores de e-mail considerados seguros


    Bruna Chieco

    O site PrivacyTools listou os provedores de e-mail que, segundo determinados critérios, são considerados seguros em termos de vigilância. Segundo o site, as recomendações seguem um conjunto claro de requisitos para qualquer provedor de e-mail, incluindo a implementação das melhores práticas do setor, tecnologia moderna e entre outros. "Sugerimos que você se familiarize com essa lista antes de escolher um provedor de e-mail e realize sua própria pesquisa para garantir que o provedor seja a escolha certa para você", diz a publicação.

    O primeiro critério para seleção dos provedores é a jurisdição. A lista inclui fornecedores da Suíça, Alemanha e Holanda, o que, segundo o PrivacyTools, é uma das maneiras de evitar a vigilância do governo de países com fortes redes de monitoramento. "Acreditamos que evitar esses países é importante se você deseja evitar a vigilância massiva das redes do governo, especialmente dos Estados Unidos", diz o site.

    Outro critério é a tecnologia, com criptografia dos dados da conta em repouso sendo um requisito mínimo, além da criptografia integrada de webmail. Privacidade também foi um pré-requisito para a seleção dos provedores, sendo que o PrivacyTools escolheu fornecedores que coletem o mínimo de dados possível, protegendo o endereço IP do remetente, não exigindo informações de identificação pessoal além do nome de usuário e senha; e que tenha uma política de privacidade que atende aos requisitos definidos pelo Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (GDPR, na sigla em inglês).

    Entre os critérios de segurança, os provedores devem adotar as melhores práticas do setor para proteger seus usuários, como proteção de webmail com autenticação de dois fatores (2FA); criptografia em repouso; suporte DNSSEC; não ter erros ou vulnerabilidades TLS ao criar perfil de ferramentas; padrões de segurança do site; entre outros. O site se preocupou ainda com a confiança, exigindo que os fornecedores recomendados sejam públicos sobre sua propriedade ou liderança e mantenham relatórios frequentes de transparência, especialmente no que diz respeito à forma como os pedidos do governo são tratados.

    Por fim, o PrivacyTools recomenda um marketing responsável, com auto-hospedagem de análises, sem utilização de Google Analytics ou similares. O site do provedor também deve estar em conformidade com o Do Not Track (não rastreamento). Além disso, a criptografia deve ser usada com a intenção de que não seja um segredo no futuro quando a tecnologia existir para decifrá-la. 

    Veja a lista de provedores selecionados pelo site:

    Sign in to follow this  


    User Feedback

    Recommended Comments

    There are no comments to display.



    Join the conversation

    You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

    Guest
    Add a comment...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...