Jump to content
  • WatchDog: Campanha de cryptojacking atinge sistemas Windows e Linux


    Os pesquisadores da Unit42, divisão de segurança da Palo Alto Networks, divulgaram detalhes sobre uma das maiores e mais duradouras operações de cryptojacking do Monero. Cryptojacking é uma forma recente de malware que se oculta em um dispositivo e rouba os recursos do computador com o objetivo de minerar moedas online.

    A operação é chamada de WatchDog e está em execução desde 27 de janeiro de 2019, já coletando pelo menos 209 Monero (XMR) avaliadas em cerca de US$ 32.056. Os pesquisadores avaliam que pelo menos 476 sistemas foram comprometidos, compostos principalmente de instâncias de nuvem do Windows e NIX.

    Os pesquisadores da Unit42 publicaram uma visão geral da campanha WatchDog, cujo minerador é composto por um conjunto binário de linguagem de programação Go de três partes e um arquivo de script bash ou PowerShell. Os binários executam funcionalidades específicas, infectando os sistemas Windows e Linux. Os pesquisadores mapearam a infraestrutura por trás das operações de mineração e identificaram 18 endpoints de IP raiz e sete domínios que atendem a pelo menos 125 endereços de URL maliciosos usados para baixar seu conjunto de ferramentas.

    O WatchDog não depende de um site de terceiros para hospedar sua carga maliciosa, podendo permanecer ativo por mais de 2 anos.


    User Feedback

    Recommended Comments

    There are no comments to display.



    Join the conversation

    You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

    Guest
    Add a comment...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...