Jump to content

Pimptech

Membros
  • Content Count

    58
  • Joined

  • Last visited

Everything posted by Pimptech

  1. Na minha opinão não vale a pena gastar tempo e recurso de máquina com isso. De todo jeito você vai ter que manter essa imagem descriptografada em memória pra usar (exibir). Acho mais válido você pesquisar sobre licença do game, caso alguém queira utilizar seus assets comercialmente em outro game. Abs
  2. Boa! =)) O que achou ? Muito fácil ? Mazomenos ? Acha que é de boas tentar dificultar mais ? Vou codar outro em breve e posto aqui ? Abraço!
  3. Beleza, mano.. atualizei o primeiro post. Dei as infos necessárias lá. Mals a demora, eu tinha perdido o código, mas achei.
  4. Fala, guys! Alguém tentou quebrar esse cara aqui ? Abraço!
  5. Não entendi bem sua pergunta, Luciano. Contudo acredito que a sua dúvida seja com relação ao acesso à memória. Para agilizar o processamento na arquitetura IA-32, que foi a arquitetura utilizada no curso, eles arquitetaram os registradores como uma memória interna à CPU (onde ficam os registradores). Pois dessa forma o acesso aos dados computados ficaria MUITO mais rápido. O acesso a memória em si, para guardar dados por exemplo, é feito geralmente utilizando os segmentos. Segmento no caso é só um pré-endereço, basicamente denota o início do segmento de memória, como utilizado para dados.
  6. Falai, gzn.. Bele ? Não usa nenhum algoritmo conhecido, pois é implementation-dependent (http://en.cppreference.com/w/cpp/utility/hash). Ou seja, depende muito do compilador que você usa e etc, quer dizer que pode variar de uma compilação para outra. Esse hashing não é feito para segurança/criptografia, ele tem uma porcentagem de ser único dependendo do argumento que você passa e tem um limite. É extremamente difícil de ser igual com dois argumentos diferentes, mas é probabilístico. std::hash é principalmente feito para que você possa montar sua própria "hashtable" para mapear dados de form
  7. Pimptech

    NAT Virtualbox

    Olá Gnoo.. Bele ? Antes da gente tentar entender o conceito de NAT, temos que entender como funciona uma rede em si. Pegue o exemplo da WWW, que nada mais é que uma gigante rede de computadores inteligados, todos nós estamos literalmente interligados. Quem nos interliga são os ISP's que são os provedores de internet. Sai um fio ai da sua casa e vai até a operadora e da operadora pro mundo kkk ;P http://thednetworks.com/wp-content/uploads/2011/01/subnet-diagram.jpeg Tendo em vista isso, para que a operadora consiga direcionar dados para seu computador ela precisa te identificar, corr
  8. Galera, achei um podcast bacana pra quem quer treinar o inglês é muito bom. Trata de notícias sobre a vida em cyber-security. https://malicious.life/episode/episode-7-stuxnet-part-1/ Abraço!
  9. Posso te ajudar a entender, mas realmente você vai precisar aprender python. No canal do Papo Binário tem um curso gratuito, pq não começa por ele ? Em relação ao código, posso te ajudar a entender a lógica da coisa. O código não tá bem "documentado", pq foi algo que eu fiz rápido para resolver o problema. Vou te dar os pontos chaves, mas ai você precisa dar uma pesquisada melhor para entender. Para começar bytes em hexadecimal geralmente são compostos por 2 dígitos, por exemplo o caracter "1" é representado por 0x31 em hexadecimal. E geralmente quando o hexadecimal poderi
  10. Cara único material que eu sei que tem conteúdo bom e de confiança é o: Redes de computadores do Tanenbaum Claro que tem muito mais conteúdo por ai, mas esse ai acho que é bem completo.
  11. Opa, claro. Tá na mão. https://gist.github.com/bernardopadua/3ee2e03a464f64820264124e27f5feae#file-bruteforce_superman_desafio-py Qualquer dúvida, só falar.
  12. Realmente Realtek é tenso. Mas se não me engano no próprio Ubunutu já vem a versão mais nova para as os dispositivos realtek. Inclusive no meu note eu to com problema na entra RJ-45. Por enquanto to sem tempo para pegar e resolver de uma vez. Vou tentar formatar depois e ver o que rola. Mandou um 17.10 mesmo ? Tive problemas com a versão anterior, instalei e logo quando fui usar eles pararam de dar suporte. Apt quebrou hahahahahah e como não sou um super-user de linux, aí já viu. To engatinhando ainda em linux. Já engatinho em Windows, Linux nem se fala hahahahah Hoje
  13. Fala galerê! Beleza ? Montei mais um crackme aqui. Não vou por o código ainda, gostaria que alguém quebrasse primeiro. Porém se for de vontade de vocês eu posto o source antes de alguém quebrar. Tá bacaninha esse, acredito eu. Como fui eu que codei, então é complicado dizer se tá difícil ou fácil. Tem 2 flags. Uma nesse padrão: flag(...------------...) E a outra flag é um password. UPDATE: Texto do header file to_think.h Não ta "packeado" nem nada do tipo, ainda. Quem sabe em um próximo. Um abraço e bora quebrar a cabeça =PPP ---- Atualizando
  14. Quais as distros você instalou ? Dessa última vez foi a mesma ?
  15. É uma situação complicado, mas que com certeza precisa ser revista. Antes que a moda pegue hehe.
  16. Eu tava querendo analisar, mas tava sem tempo. Hoje sobrou tempo! Nice crackme! =)) Usou o mingw p compilar ? Valeu! Abs!
  17. Vou ver se tiro um tempo para testar também, me deixou curioso. Posto o resultado aqui dai.. Vlw! @gzn Abraço!
  18. Falai, @gzn.. Bele ? Eu nunca fiz debugging com o radare no Windows. Já testou isso aqui ? connecting the remote windbg r2 -D wind -d [binary] windbg://[pipe address] http://radare.today/posts/using-radare2/ Diz ai se funciona ;P
  19. É, faz hehe.. Se quiser isolar primeiro o valor que p aponta e depois usar o incremento. Caso específico. Muito bom, n tinha pensado nesse ponto. Vivendo e aprendo
  20. É uma situação complicada mesmo. Github é uma ferramenta MUITO mão na roda. As possibilidade de coisa que pode ser usado é grande. Acho que deviam começar bloqueando .exe... ou pelo menos não sendo baixado via comando, assim o usuário teria que ir ao site e digitar um captcha, por exemplo. Acho que isso já evitaria um monte de coisa hahaa... Enfim, realmente é um desafio grande. Saber programar é uma coisa muito boa, tem gente que usa pro bem e tem os zémané. Fico com dó da galera que não tem esse conhecimento para navegar com segurança. Não que nós estejamos, né hahah. Pq por mais seguro
  21. Se tiver no linux, vai no terminal e executa. Tem muita informação útil. De modo geral, cara caracter tem um código que o representa. Você tem tanto em decimal quanto em hexadecimal. O que difere é que 16 em hexadecimal é F. Quando você tem uma palavra "MenteBinaria", por exemplo: Em hex: Se você adicionar o número 3 em hexadecimal na primeira letra (M = 4d). O seu 4d vira 50 e na tabela ascii 50 em hexadecimal é referente a letra P. Ou seja, se eu adicionar 3 em hexadecimal em todas as letras esse é o resultado: Pronto, acabou de codificar uma pa
  22. N manjo muito de shell scripting. Eu fiz em python ;p Depois posto o script aqui se alguém se interessar. Abraço!
  23. Falai, @gzn. Bele ? Bacana o exemplo! =) Porém só queria acrescentar que os parenteses não fazem diferença. Se você remove-los o resultado será o mesmo. O que importa é a ordem de incremento. Se incrementar diretamente o ponteiro ++p, o endereço será incrementado no tamanho do ponteiro. Então podemos usar *++p para incrementar primeiro o endereço(ponteiro) e depois "castar" para pegar o valor que o endereço de p aponta. Parenteses em ponteiros são ilustrativos, dão uma sensação de separação, são usados mais para deixar o código mais "legível". É nois! Abraço!
  24. Falai, Leandro! Bele ? Legal essa questão, trabalhar com pointeiro é tenso. Nada melhor que treinar ;p Nesse caso, se printarmos o "p++" direito no printf o valor não irá mudar. Pois o operador ++ usado após a variável só incrementado depois de valor de p ser mostrado no print. Ou seja, no print ele n muda. Porém se você usar o operador antes da variável ++p ele primeiro soma o valor de p para então usá-lo. No caso de p++ ele irá acrescentar o tamanho do ponteiro p. Se for int em 32bit endereço de p + 4. No caso do (*p)++ é o mesmo lance do operador, mas nesse caso ele som
×
×
  • Create New...