Jump to content
  • Adolescente de 14 anos ganha R$ 130 mil do Facebook


    Fernando Mercês

    No último sábado o Altieres Rohr, colunista do G1, noticiou que o brasileiro Andres Alonso Bie Perez, de 14 anos, foi premiado com 25 mil dólares por encontrar e reportar uma falha no Facebook em um dos programas de bug bounty. Certamente é uma notícia e tanto e atualmente poucos assuntos recebem tanta atenção na área de segurança quanto a busca por vulnerabilidades em troca de pagamentos em programas similares. Não é de se espantar, já que os valores dos prêmios parecem ser muito mais atraentes do que os salários oferecidos no Brasil, mesmo para profissionais de tecnologia já estabelecidos.

    O que será que fez Andres ganhar uma quantia dessas? Seria sorte? Seriam os "cursos hacker"? Talvez horas e horas no YouTube assistindo "hackers"? Eu tenho um palpite: não é nenhum desses. Na própria notícia o Altieres nos conta que Andres é medalhista de prata na OBI (Olimpíada Brasileira de Informática) em 2020, competição esta que abrange o Brasil inteiro onde os melhores algoritmos para os problemas apresentados são premiados. Ou seja, Andres é um programador - e dos bons!

    Para participar da OBI, é preciso estar na escola estudando. Ou seja, Andres leva a escola a sério.

    Do G1:  O adolescente já pretendia dedicar um tempo para procurar falhas e participar do programa de "bug bounty" do Facebook, mas a descoberta que rendeu a ele o prêmio aconteceu enquanto criava um aplicativo de celular. "Naquele momento, eu não estava procurando", revela.

    Ou seja, Andres estava programando, criando um aplicativo, quando encontrou a falha. Andres sabe programar e, novamente, repito, sabe bem.

    Em resumo, para os que sonham ganharem milhares de reais em programas de bug bounty, recomendo fortemente que fuja dos cursos hacker, saia da Internet e vá programar. Grude em seus professores, invista em bons livros, se torne um programador de verdade. Não existe bom profissional de segurança da informação sem bases sólidas em computação. Ponto. Esqueça a falação e a zueira... Nada disso te ensina a pensar como um programador, muito menos como um hacker.

    Recursos não faltam. Eis alguns:

    Muito importante usar sua escola/universidade, seus professores, grupos de estudos, amigos, livros e, principalmente, sua consciência, afinal você com certeza sabe quando sabe e sabe quando não sabe.


    User Feedback

    Recommended Comments

    There are no comments to display.



    Join the conversation

    You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

    Guest
    Add a comment...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...