Jump to content

Fernando Mercês

Administradores
  • Content Count

    1,006
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

0 Neutral

Recent Profile Visitors

11,808 profile views
  1. A Hex-Rays surpreendeu todo mundo agora. Liberou a versão mais recente do IDA, a 7.6, no modelo freeware. Só isso já seria muito bom, mas eles foram além: O IDA 7.6 freeware inclui um descompilador online (cloud-based) gratuito! Pois é, pessoas... Parece que a concorrência exercida pelo Ghidra realmente está sendo saudável para a comunidade. Ao disparar o plugin de descompilação (F5), o programa deixa claro que este recurso na versão gratuita suporta somente binários de 64-bits, dentre outros avisos: Ao continuar, a descompilação é concluída e códiogo em pseudo-C é exibido ao
  2. Interessante. Temos aqui também: https://mentebinaria.gitbook.io/engenharia-reversa/apendices/ferramentas#disassemblers Abraço!
  3. Avançou bem! :) Algumas observações aí: Você não precisa desse "funcionário fantasma" (kkkkk) só pra manter a soma. Basta uma variável do tipo int (que precisa ser declarada na main) e no final do segundo loop você pode fazer algo como soma = soma + func[i].salario; No seu printf no final você tá assumindo que o primeiro elemento do array (vetor) func tá na posição 1, mas na verdade arrays em C começam em zero, logo, o primeiro elemento é func[0] e o segundo é func[1]. Ainda no printf, parece que tem mais "percents" do que variáveis para substituí-los. Confere aí. O núme
  4. Olá! Que bom que você está tentando. Vira e mexe aparecem pessoas aqui que só querem as repostas. O problema disso é que não aprendem. :( Indo ao assunto, bom, você vai precisar adicionar uma função. No momento o seu programa só tem uma função, a main. Para completar esse exercício você vai precisar de mais uma, que o exercício já te dá o nome, salarioCargo. Ela retorna o total pago, então você já sabe que o retorno da função é do tipo int (já que tá usando este tipo para o salário no programa todo). A função recebe 2 parâmetros: um vetor para a estrutura de funcionários e uma string
  5. Opa! O exercício é esse mesmo! A coluna que você destacou exibe a posição dos bytes em grupos de 16 bytes. Analisemos a posição 0x210 por exemplo. Nela, há o byte 0x58. Já na posição 0x211, temos o byte 0x03, entende? Vai contando pra direita de um em um. 😉 Quando chegar no fim da linha, no caso da linha da posição 0x210, será o byte na posição 0x21F, que é 0x00. O próximo já é a posição 0x220, que é o byte 0x44. E assim segue... E aí. Qual é o byte na posição 0x2f4? 🙂 Abraço!
  6. Nussa, jamais pensaria nisso! haha boa fica, Felipe! 🙂
  7. Boa noite! Ah, é um .exe? No Linux, o edb só suporta os formatos nativos (ELF, a.out, etc). Tenta com um ELF nativo do sistema, tipo o /bin/ls. ;) Abraço!
  8. Salve! Bem vindo! Executa sim, sem necessidade de converso. Não faltou uma permissão de execução aí não (chmod +x arquivo)? Abraço!
  9. @Boina Verde pode dar algum contexto aqui? O que são esses arquivos?
  10. Que legal, Estevam! Boa sorte! Vou divulgar na próxima segunda também, no boletim! ❤️
  11. Opa, Já fiz vídeos sobre isso e pus no canal. 😉 Dá uma olhada: Se tiver dúvidas é só falar. Abraço!
  12. Oi @Jhenifer tudo bem? Belo avatar! rsrs Então, a gente certamente pode ajudar, mas você vai precisar postar o código de até onde foi e onde estão suas dúvidas. Não leve a mal, mas do jeito que postou, pode dar a entender que você quer que alguém faça pra você, o que seria um crime contra o seu aprendizado. 😉 Valeu!
  13. Não tenho certeza, mas talvez o RST seja enviado pelo SO, na linha do que o @Dirceu disse. Um workaround que consigo imaginar é bloquear pacotes TCP com essa flag. Já que você tá no Debian, vai ser algo como: iptables -A OUTPUT -p tcp --tcp-flags RST -j DROP E claro, depois vai ter que deletar essa regra, porque nada de rede nessa máquina vai funcionar mais hehe. Abraço!
  14. Olha, eu tenho uma percepção diferente. Muitas empresas querendo gente boa. Como é o perfil das vagas que você está olhando? O que há de errado com elas? Pode por alguns exemplos aqui? Acho que vale desenvolver essa discussão. 😉
×
×
  • Create New...