Jump to content
  • Conheça possíveis direcionamentos de carreira em AppSec para um Analista de Segurança da Informação


    Julliana Bauer
     Share

    Você ainda acha que a função de um analista de segurança é restrita apenas a Pentest? Então este artigo é para você. Afinal, esse é um dos erros mais comuns de profissionais em início de carreira. É claro que Pentest é, sim, uma  parte essencial na segurança de aplicações. Mas AppSec vai muito além do Pentest! 

    Na primeira parte deste artigo sobre carreiras em AppSec, abordamos alguns papéis como Product Manager - essencial em empresas de produto, como é o caso da Conviso - bem como profissionais de Sales e de Engineering. Nesta  segunda parte, vamos abordar as diferentes possibilidades de direcionamento de carreira que um Analista de Segurança da Informação pode seguir. 

    Na Conviso, por exemplo, há três times diferentes de Professional Services  em que um Analista de Segurança da Informação pode trabalhar: PTaaS - Pentest as a Service, Consulting e MSS - Managed Software Services. Isso porque a empresa trabalha com as melhores práticas de segurança de  aplicações e, para isso, entre suas ferramentas, utiliza também o modelo da OWASP SAMM, que sugere um conjunto de práticas de segurança que atende todo o ciclo de vida do software. 

     

     

     

    Desenhando soluções seguras 

    1983896935_OmayrZanata.thumb.png.2738d9bf0c41e15057b69d81941e7949.pngO Omayr Zanata (foto ao lado), que é Tech Lead do time de Managed Services, explica que a área de MSS atua em três dos cinco pilares propostos pelo SAMM - Design, Implementação e Verificação. No pilar de Design, por exemplo, ele conta que o time de MSS atua ajudando o cliente a desenhar uma solução pensando em segurança desde o início. 

    "A gente bola a parte da arquitetura segura, executa a modelagem de ameaças, e elencamos os requisitos de segurança necessários, para desenhar uma arquitetura segura. Tudo isso em parceria com o cliente, para garantir a segurança da aplicação desde o início - que é justamente o que manda o famoso conceito Shift Left", explica. "A segurança tem que ser pensada na etapa desde os desenhos iniciais de arquitetura", reforça. 

    Na parte de Implementação, entra a segurança no DevOps, com o building seguro, o deploy seguro e a gestão dos defeitos, por exemplo. Já na fase de Verificação é quando é realizado o Assessment de Arquitetura, bem como os testes baseados em requisitos e os testes de segurança, como por exemplo SAST, DAST, SCA - que, aqui, são automatizados, diferentemente dos Pentests e Code Review, que são manuais.

    Quanto ao perfil de analista que atua na área de MSS, Omayr explica que é  bastante importante que o analista tenha background de desenvolvimento e dois perfis são bastante interessantes para a atuação na área: o primeiro é um perfil mais orientado a DevOps e um segundo perfil mais orientado à arquitetura. 

    "Muita gente acha que precisa ter experiência em pentest para atuar com segurança, e na verdade, os maiores diferenciais nessa área são o background de desenvolvimento e experiência com desenhos de arquitetura, cloud, microsserviços e esteiras de desenvolvimento", afirma. Ele conta ainda que uma boa dica para quem busca uma colocação na área é ganhar familiaridade com o modelo da OWASP SAMM e o OWASP ASVS. 

    Quer trabalhar com o Omayr? Confira as vagas no time dele

     

    Treinamentos e capacitações 

    Dentro dos pilares do SAMM, a área de Consulting é voltada para de Governança e Operações - e atua também 322054322_EvandroPinheirodeOliveira.thumb.jpeg.ac69139e945f826e553a47ff2ef2d095.jpegem Design. Neste time, o Analista de Segurança tem em sua rotina inúmeras atividades que abrangem desde uma documentação de procedimentos até a condução de treinamentos; além disso, deve prestar uma assessoria aos clientes internos e externos em relação às soluções e boas práticas de desenvolvimento e gerenciamento de segurança em seu ambiente. 

    Evandro Pinheiro de Oliveira (foto o lado), que é Analista de Segurança, conta que faz parte do seu dia a dia na área ministrar treinamentos para os times, com a estratégia de formar Security Champions. Isso significa preparar materiais, capacitar pessoas. Ele também atua na parte política, de dar consultoria no suporte a regras e normas - isso tudo o que faz parte do pilar de Governança do SAMM. 

    Já na fase de Design, atuam com o levantamento de Requisitos, aplicando uma estratégia de análise de ameaças, que ocorre na construção de software. No pilar de Operações, é feita a observação de indicadores. “Para trabalhar em Consulting, o pessoal precisa ser mais comunicativo, justamente por estar mais no dia a dia com o cliente - além, é claro, do conhecimento técnico necessário, uma vez que ainda é essencial conhecer as lógicas de programação, para falar com propriedade, embasamento”, reforça.

    Ele conta que embora o time conte com profissionais de experiências variadas - de júnior a sênior - trata-se de uma excelente porta de entrada para o mercado de AppSec, justamente por exigir de pesquisas e estudos constantes sobre todo o ciclo de desenvolvimento - assim, o profissional consegue ter uma melhor compreensão de qual área ele se identifica mais. E o próprio Evandro é prova disso - ele trabalhou por 10 anos com desenvolvimento e tinha paixão por Segurança de Aplicações. Estudou bastante, buscou se familiarizar mais com os conceitos da área e foi atrás de uma colocação no mercado - e foi assim que chegou até a Conviso. 

    É claro que tem vaga nesse time, né? Saiba mais

     

    E, enfim, o Pentest! 

    794134811_HeitorPinheiro.thumb.jpg.7c731e21989d950a7ea3687778731666.jpgHeitor Pinheiro(foto ao lado), Tech Lead da Área de Pentest as a Service, conta que neste time, em específico, os analistas exercem três grandes práticas: Operations; onde executam todos os projetos, nos mais variados contextos e escopos possíveis. “Resumidamente o objetivo é entregar valor aos nossos clientes através da identificação de vulnerabilidades”, afirma Heitor. 

    A segunda prática é Research, onde os profissionais fazem pesquisa de vulnerabilidade em softwares e serviços utilizados de forma abrangente, buscando proporcionar aprimoramento técnico e comercial através do compartilhamento dos resultados obtidos. 

    Já a terceira se chama Tooling, e eles contam com a ajuda de especialistas em automações, onde eles são responsáveis por nos prover recursos que nos permite operar em alta velocidade e em larga escala. “Um exemplo básico é auxiliar outras equipes especializadas em segurança em seus esforços de automação, definir e possuir métricas e KPIs para determinar a eficácia das automações criadas”, detalha. 

    “De forma muito geral, para atuar em um time de Pentest, o profissional precisa ter uma boa base em desenvolvimento de software/aplicações, redes, sistemas operacionais e muita vontade de aprender, pois nesse universo existem novos desafios todos os dias”, aconselha. 

    Outra dica que ele dá para quem busca trabalhar na área é arriscar-se. Segundo o Tech Lead, boas formas de fazer isso são participando de competições de CTF, contribuindo para a segurança de um projeto open-source; ou mesmo mantendo um projeto ou blog sobre o tema. “Através desses desafios, é mais rápido e divertido de entender o que funciona no mundo do AppSec - e também é uma forma de conseguir maturidade com casos reais”, conclui. 

    Curtiu? Então vem trabalhar com o Heitor
     

    vagas.png.0447348240dcab1f6f30eb71492e1249.png.6949d9d76fa2df79bf5875efc2fd9c30.png

    • Curtir 1
     Share


    User Feedback

    Recommended Comments

    There are no comments to display.



    Join the conversation

    You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

    Guest
    Add a comment...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...