Jump to content
  • Malware injeta anúncios falsos em resultados de pesquisa 


    O Microsoft 365 Defender Research Team divulgou informações sobre uma campanha que tem distribuído ativamente um malware modificador de navegador evoluído em escala. A campanha está ativa pelo menos desde maio de 2020 e em seu pico, em agosto, foi observada em mais de 30 mil dispositivos todos os dias. O malware injeta anúncios falsos nas páginas de resultados dos mecanismos de pesquisa. A família de modificadores de navegador recebeu o nome de Adrozek. 

    Entre os navegadores afetados pela ameaça estão: Microsoft Edge, Google Chrome, Yandex Browser e Mozilla Firefox. Segundo os pesquisadores, a intenção dos invasores é alcançar o maior número possível de usuários da Internet.

    Veja abaixo um exemplo de um navegador limpo, ou seja, sem estar infectado por um malware (à esquerda) e um navegador infectado (à direita):

    Fig1-Comparison-of-search-results.thumb.png.e7545faf2047d9c63a0c2bea4f4b04ad.png

    Fonte: Microsoft 365 Defender Research Team 

    Nesse exemplo é possível ver que em uma pesquisa sobre Xbox, o navegador infectado exibiu como primeiros resultados 6 anúncios falsos sobre o produto (circulados em vermelho). Se não for detectado e bloqueado, o Adrozek adiciona extensões de navegador, modifica uma DLL específica por navegador de destino e altera as configurações do browser para inserir anúncios adicionais não autorizados, muitas vezes em cima de anúncios legítimos de mecanismos de pesquisa. 

    Ao clicar nesses anúncios inseridos por malware, os usuários são direcionados a páginas afiliadas e os invasores ganham por meio de programas de publicidade que pagam pela quantidade de tráfego direcionada às páginas afiliadas patrocinadas. Além disso, o malware mantém a persistência e rouba credenciais do site, expondo os dispositivos afetados a riscos adicionais.

    No total, de maio a setembro de 2020, a equipe da Microsoft registrou centenas de milhares de encontros com o malware Adrozek em todo o mundo, com grande concentração na Europa, no Sul da Ásia e no Sudeste Asiático, mas atingindo também alguns países da América Latina. Como esta campanha está em andamento, essa infraestrutura deve se expandir ainda mais, segundo os pesquisadores.

    Veja mais detalhes da análise feita pelos pesquisadores.
     


    User Feedback

    Recommended Comments

    There are no comments to display.



    Join the conversation

    You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

    Guest
    Add a comment...

    ×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

      Only 75 emoji are allowed.

    ×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

    ×   Your previous content has been restored.   Clear editor

    ×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


×
×
  • Create New...